telenovelas

em parceria com a Activa

Perfil

Animais

Conheça Frei Bigodes, a mascote de um convento

Com o seu hábito franciscano e ar patusco, este cãozinho têm feito sucesso nas redes sociais.

TeleNovelas

1 / 9

Fotos: Facebook do monge Kasper Ofm

2 / 9

3 / 9

4 / 9

5 / 9

6 / 9

7 / 9

8 / 9

9 / 9

Desde que os monges franciscanos de um mosteiro da Bolívia divulgaram no Facebook as fotos da sua nova mascote, um cão vestido com um hábito, que a história do animal se tornou viral! As imagens do pequeno schnauzer, com os novos amigos, a passear no mosteiro e até a beber água, têm feito furor em todo o mundo.
Tudo começou há quatro meses quando um grupo de fiéis ofereceu aos frades do mosteiro da cidade de Cochabamba, na Bolívia, o pequeno schnauzer, que tinha sido abandonado por uma família local. Os religiosos adotaram-no de imediato. Primeiro chamaram-no Carmelo, em homenagem a um dos monges locais. Mas, perante o enorme sucesso que o canino teve em todas as redes sociais, depressa adquiriu o apelido Frei Bigodes.
“Temos uns fantoches que usamos para animar as crianças e um deles tinha este hábito. Aproveitámos para vestir o cão com ele”, disse frei Jorge Fernandez, explicando assim porque o animal aparece vestido assim em ocasiões especiais.
No entanto, não se pense que o dia a dia de Frei Bigodes no mosteiro é um mar de rosas... “Morde tudo, estraçalha, tira as coisas do lugar. Só damos conta das coisas quando as encontramos no jardim”, referiu ainda o religioso da ordem de São Francisco de Assis, o protetor dos animais!