telenovelas

em parceria com a Activa

Perfil

Novelas

Esta semana em 'A Impostora', Patrícia é atacada por Aníbal

Resumo semanal de 21 a 27 de abril da novela da TVI.

TeleNovelas

TVI Divulgação

Sozinha em casa, Patrícia ouve a campainha e é surpreendida por Aníbal, o seu antigo cleinte. Ainda tenta fechar a porta, mas ele força a entrada. Violento, não a deixa pegar no telefone e tenta beijá-la à força. Enojada, ela recusa, e ele atira-lhe notas e comçe a despir-se, dizendo que o serviço está pago. Em pânico, ela ainda começa por tentar libertar-se, mas a certa altura finge deixar-se ir e, na primeira oportunidade, agarra na faca que está em cima da mesa. Num gesto rápido, aponta-lha à garganta e ameaça matá-lo. Aníbal vai-se embora, jurando vingança, deixando-a a tremer, e em lágrimas. Matias encontra a amiga muito perturbada e esta acaba por revelar que, em tempos, foi prostituta.

TVI Divulgação

Verónica salva Diana
A gémea escapa a um tiro de um atirador furtivo, que acaba por acertar em Diana. A gémea socorre a rival, enquanto Beatriz pede ajuda. Ao perceber que a médica está a perder muito sangue, Verónica pede-lhe instruções para estancar a hemorragia. Já no hospital, Diana agradece-lhe ter-lhe salvo a vida mas recusa mudar o que quer que seja relativamente às crianças.

Ricardo é “Deus”
Na posse de um vídeo que o coloca no quarto de Samuel, Camacho acaba por deter o pai de Marta. Assunção visita-o na prisão e ele revela que é “Deus”. Mais tarde, recebe a visita de um homem que consegue a sua libertação. Ricardo revela a Camacho o nome de uma pessoa que terá visto o assassino de Samuel e Daniel é detido.

Carlos quer matar Luísa
Camacho procura Luísa e Carlos, intrigado, fica escondido a ouvir a conversa. A filha de Guigui confessa que discutiu com o empresário momentos antes da sua morte e que o empregado do hotel a viu sair do quarto dele. Carlos, descontrolado, aperta-lhe o pescoço e tenta que ela confesse o crime.

Gustavo mais perto da verdade
Convencido de que Nicole está a esconder algo grave, o fotógrafo confronta-a, mas ela mente mais uma vez e nega ter cometido algum crime para além de consumir droga. Mais tarde, Gustavo descobre que todo o gangue esteve envolvido no massacre no São Carlos e pergunta-lhe se foi ela quem matou Dinis.