telenovelas

em parceria com a Activa

Perfil

Novelas

Esta semana em 'Rainha das Flores', Daniel corre risco de vida

Resumo semanal de 21 a 27 de abril da novela da SIC.

TeleNovelas

SIC Divulgação

Com Daniel ainda em coma, Rosa teme que ele perca a memória como lhe aconteceu a ela. Entretanto, os exames revelam um problema grave e Marcelo liga à ex-namorada para que ela vá imediatamente ao hospital. Em choque, ela ouve-o dizer que o ex-marido tem de ser operado de urgência a uma hemorragia intracraniana e que poderá não sobreviver. Júlia visita o pai no hospital e fica muito perturbada . Helena entra em confronto com Marcelo porque não concorda com a cirurgia que é na verdade de grande risco. Contra a vontade da colega, Marcelo avança e leva Daniel para o bloco operatório. No final da intervenção, informa os amigos e a família que a operação correu bem.

\

Tó é encontrado morto
O bandido é encontrado morto nas estufas da Floriz, vítima de vários golpes desferidos por uma tesoura de poda. Quando a família sabe da notícia, Carmen fica em pânico. Rosa pede-lhe calma, pois acredita que Narcisa deve estar metida no caso.

Narcisa dá sinais de loucura
Perante a notícia da morte de Tó, Narcisa fica em choque. Rosa, porém, suspeita que posssa ter sido ela a matá-lo. Sozinha, a vilã chora desesperada e continua a ouvir o pai com acusações e recriminações. O desespero aumenta quando Rosa lhe revela que vai comprar uma estufa e começar do zero.

Carmen confessa-se à Polícia
A polícia vai à procura de Carmen que acaba por confessar que na noite da morte de Tó, esteve na Floriz e discutiu com ele. Nervosa, conta que lhe bateu com uma pá e nunca o agrediu com a tesoura. Apesar disso, os agentes acabam por levá-la para interrogatório. Quando regressa a casa, traz uma pulseira eletrónica.

Nando expulsa Lia
O dono do hostel aparece no consultório do médico de Lia e descobre que a gravidez é uma farsa. De regresso a casa, Lia discute com Elisa e acaba por se agredir a rapariga. Nando perde as estribeiras e, defendendo Elisa, expulsa Lia, que faz as malas e deixa a Madeira.