telenovelas

em parceria com a Activa

Perfil

Novelas

Inês Nunes diz o que pensa sobre o final de Catarina em 'Ouro Verde'

A atriz e modelo que deu a vida a um transexual na novela da TVI dá a sua opinião.

TeleNovelas

Luis Coelho

Há já algumas semanas que Inês Nunes, a atriz que interpretou David e Catarina em “Ouro Verde”, se despediu da novela, com a qual se estreou na representação. A sua personagem – um rapaz que quer ser mulher – acabou por ter um final trágico, morrendo depois de ser empurrada por um precipício. Inês ficou surpreendida com o desfecho mas garante que não é por ser transexual que Catarina morre.

TVI Divulgação


Estava à espera do final trágico da Catarina?
Não, pois nunca sabemos qual vai ser o desfecho da nossa personagem. Mas sempre pensei que ela tivesse um final feliz depois de tudo o que sofreu. Nesse sentido, surpreendeu--me.

Faz sentido ela morrer de uma forma tão brutal?
Depende do ponto de vista. Não vou dizer se é certo ou errado, faz parte da história. Mas a Catarina realmente não vai morrer porque é transexual.

Qual acha que vai ser a reação de transexuais que vão ver este final?
Possivelmente vão sentir alguma revolta. Mas quero que compreendam que a Catarina não vai morrer por ser transexual mas por outras razões que fazem parte do passado dela ainda enquanto David.

TVI Divulgação

Sente-se orgulhosa deste trabalho?
Sim. Acho que, mesmo tendo muito para aprender na representação, consegui superar as minhas expectativas. Estou muito feliz.


A Inês é modelo. A representação é para continuar?
Esta participação deu-me tanto: pessoas que vou levar para a vida, emoções diferentes do normal... Fez-me crescer, aprender, ser uma pessoa mais completa, mais rica espiritualmente e, acima de tudo, deu-me prazer e concretização pessoal. Sem qualquer dúvida que, para mim, a representação é para continuar.

O que lhe deu mais gozo fazer e o que foi mais difícil?
Tudo me deu gozo fazer. O mais difícil foi mesmo a adaptação ao exterior, ao facto de as pessoas me reconhecerem.


É muito abordada na rua?
Sou bastante reconhecida na rua e uma das coisas que me fez mais confusão foi o ter deixado de passar despercebida. Mas neste momento gosto de ter contacto com as pessoas que gostam de mim e do meu trabalho.