telenovelas

em parceria com a Activa

Perfil

Novelas

Carla Andrino na novela da TVI, "Foi um regresso muito intenso"

Quatro anos depois de “I Love It”, e após vencer um cancro, a atriz volta às novelas, na pele de uma mulher com uma doença terminal.

1 / 3

DR

2 / 3

3 / 3

Esta Maria foi um grande desafio, nunca tinha feito papel de má. Foi um regresso muito intenso”, diz Carla Andrino a sorrir. A atriz acabou de gravar uma participação em “Jogo Duplo”, na TVI, em que interpreta uma mulher que, a sofrer de uma doença terminal, quase mata a própria filha, Gabriela (Sara Barradas), para lhe roubar um rim. Depois um ano intenso a lutar contra um cancro da mama, a atriz de 51 anos diz que, quando a convidaram para este papel, lhe perguntaram se se sentiria confortável. “Isso foi debatido, mas expliquei-lhes que a minha doença é crónica, não é terminal. Disse-lhes também que esta é uma personagem e não uma biografia, por isso, aceitava”, conta.
Aliás, falar em regresso não é totalmente correto porque, afinal, o cancro nunca a fez parar: “Tenho o meu consultório [Carla é psicóloga clínica], onde trabalho há cerca de 18 anos. Ou seja, mesmo quando não há convites para a TV ou teatro, tenho os meus pacientes e sempre consegui conciliar tudo muito bem”. No ano passado, enquanto lutava contra a doença, reforça, esteve no teatro com Fernando Mendes e fez “A Bela e o Monstro no Gelo”. “Nunca parei!”