telenovelas

em parceria com a Activa

Perfil

Novelas

Em breve em 'Paixão': Polícia encontra corpo carbonizado de criança e Luísa acha que é a filha

Catarina continua desaparecida quando a polícia traz más notícias: a menina pode ter sido levada para Espanha e morrido queimada.

1 / 5

Christian Gnad

2 / 5

Christian Gnad

3 / 5

Christian Gnad

4 / 5

Christian Gnad

5 / 5

ana antonio bento

O desespero marca os dias de Luísa e Miguel, que continuam sem notícias da filha. César é detido para interrogatório (ver edição anterior), suspeito da morte de João e do desaparecimento de Catarina, mas a polícia acaba por libertá-lo, pois não tem provas suficientes contra ele. Entretanto, a família da menina continua à sua procura, acabando por ser vítima de impostores que, na tentativa de conseguirem dinheiro, vão contactando os pais com falsas pistas. Contudo, os dias passam sem quaisquer novidades. As autoridades investigam todas as informações que possam levar à criança, dentro e fora do País. É então que chegam notícias, mas não são boas. É Filipe que, contactado pela polícia, tem de contar ao irmão o que descobriram. “Encontraram uma criança no Sul de Espanha. A criança está morta... Morreu carbonizada e não conseguem identificá-la. A polícia vai agora fazer testes de ADN.” Miguel fica em choque, sem querer acreditar que possa ser a sua filha.
Raiva e desespero
Desorientado, ele decide avisar Luísa, mas Júlia pede-lhe que não o faça: “Vamos esperar o resultado dos testes, por favor. A minha irmã morre se...” O dono do Eco-Resort concorda em poupar a amada ao sofrimento antes de terem certezas, no entanto, ela vai acabar por descobrir tudo da pior forma. Ao entrar na cozinha para ir buscar um copo de água, vê na televisão uma notícia... “Apesar de as análises ao corpo ainda não terem sido feitas, a PJ acredita que se possa tratar de Catarina Marreiros.” O coração da empresária quase pára de bater com o choque e grita por Miguel, desesperada. Quando chega à cozinha, ele olha para a TV e, sem saber o que dizer, abraça-a. Pela reação dele, Luísa percebe que só ela estava na ignorância. “Tu já sabias... Como é que foste capaz? Como? Achaste que saber pela televisão era melhor do que saber por ti?” Descontrolada, começa a dar-lhe murros no peito, dominada pela dor. Subitamente, exausta, pára e deixa-se cair, impotente. Miguel segura-a e tenta acalmá-la. “Não te contei porque não se sabe se é a nossa filha. Só te quis proteger...”
A apoiar a irmã, Júlia e Tomás tentam fazê-la ver que ainda há esperança de Catarina estar viva, mas a empresária nem os ouve, sem conseguir controlar o medo de ter perdido o seu mais precioso bem. “Por isso é que nunca pediram resgate, nunca houve uma pista verdadeira. Quem a levou ficou sem saber o que fazer e depois... Eu nunca mais a vou ver!”, chora, destroçada. Miguel ampara-a. A irmã de Júlia chora. “É a nossa menina, Miguel... Porque é que lhe fizeram isto?” Incapaz de acreditar num milagre, pede ao amado que a leve a Espanha, pois tem a certeza de que conseguirá reconhecer a menina, apesar de estar carbonizada.