telenovelas

em parceria com a Activa

Perfil

Novelas

Em breve em 'Vidas Opostas': Salomé expulsa Eva de casa pela segunda vez

A costureira descobre que a filha matou Paulo e, envergonhada, afasta-a da sua vida para sempre.

Lucinha encontra a pen de Aurora e pergunta a Eva se a pode utilizar. A irmã entra em pânico. Salomé repara e desconfia. A costureira consegue resgatar a pen e pede ajuda a Joel para a abrir no computador. O rapaz assim faz e Salomé fica desesperada ao ver um vídeo a preto e branco, sem som. São imagens de segurança da loja da MUVV. Vê-se Paulo a afastar-se de Eva e esta a levantar a arma. A costureira continua em choque, a olhar para a rapariga. No ecrã, Eva dispara e Paulo cai, morto, no chão. A mãe da jovem dá um grito abafado, completamente aturdida. As lágrimas invadem os seus olhos de imediato. Afinal, a sua filha é uma assassina...
Destroçada, a costureira tira as roupas de Eva de dentro dos armários e atira-as para dentro de uma mala que está em cima da cama. A jovem chega entretanto e a mãe dispara: “Eu nunca... nunca devia ter aberto as portas desta casa. És pior que a peste negra!
Eva tenta acalmar os ânimos. “Por favor, não me faças isto! Imploro-te!” Mas a costureira continua a pôr a roupa na mala, decidida a expulsar a filha pela segunda vez. Esta chora, desesperada, e ajoelha-se, agarrada às mãos da mãe.
“Eu preciso de ti, mãe! Não me abandones agora!” Salomé diz-lhe “não”, porém, não consegue esconder as lágrimas que lhe caem pelo rosto. “Muita sorte tens tu em não ter ligado à polícia!”, lembra-lhe. “Por favor, não faças isso…”, pede Eva. Salomé está de rastos: “Apesar de seres uma ordinária sem escrúpulos, és minha filha... O meu silêncio é a única coisa que vais ter... É a única coisa que te consigo dar”, garante-lhe. A rapariga levanta-se, aproxima-se e, desesperada, pergunta-lhe: “O que é que tenho de fazer? Por favor, diz-me o que é que queres que faça para ter o teu perdão…”
Pela segunda vez, Salomé expulsa a filha da sua vida: “Desaparece desta casa e desta família de uma vez por todas! Primeiro, tornas-te traficante, agora descubro que mataste um homem! Onde é que isto vai parar, Eva?” A jovem não tem outro remédio senão sair: “Pensa o que quiseres de mim... Mas nunca duvides do amor que sinto por ti e pelos manos”. Salomé não responde e Eva acaba por sair.