telenovelas

em parceria com a Activa

Perfil

Saúde

O que fazer para evitar a gripe

O pico da gripe está aí e os centros de saúde começam a não ter mãos a medir para tantos pacientes. Previna-se e saiba como tratar-se se for apanhada pela gripe.

TELENOVELAS

iStock

Os dias frios do inverno vieram para ficar depois de um verão que se prolongou até outubro. Com eles chega o tempo mais propício às infeções respiratórias e à gripe.
Enquanto uma vulgar constipação pode demorar até sete dias a passar, para a gripe são precisas duas semanas até voltar a sentir-se totalmente bem.
A Direção-Geral de Saúde tem apelado à vacinação dos portugueses como forma de evitar males maiores. Se se sentir engripado, deve ligar o número 808 24 24 24 antes de recorrer às urgências de um hospital.

O que é a gripe?
A gripe é uma doença contagiosa que, maioritariamente, se cura espontaneamente. Mas podem ocorrer complicações, particularmente em pessoas com doenças crónicas ou com mais de 65 anos de idade. Segundo a Direção-Geral de Saúde (DGS), nos anos mais recentes, a maior atividade gripal tem sido observada entre os meses de dezembro e fevereiro. Os vírus Influenza estão em constante alteração e a imunidade provocada pela vacina não é duradoura, pelo que as pessoas se devem vacinar anualmente, para haver eficácia.

Como se transmite?
O vírus é transmitido através de partículas de saliva de uma pessoa infetada, expelidas sobretudo através da tosse e dos espirros, mas também por contacto direto com partes do corpo ou superfícies contaminadas (através das mãos).

Se tiver o vírus
• Fique em repouso
• Não se agasalhe demasiado
• Meça a temperatura ao longo do dia
• Se tiver febre, pode tomar paracetamol (mesmo as crianças). Não dê ácido acetilsalicílico às crianças
• Se está grávida ou amamenta não tome medicamentos sem falar com o seu médico
• Utilize soro fisiológico

Evite CONTAGIAR
Reduza o contacto com outras pessoas; lave as mãos com água e sabão; use lenços de papel de utilização única. Se tiver dúvidas, contacte o SNS24: 808 24 24 24. Este número é extremamente eficiente nesta e noutras situações de saúde e evita que se recorra ao serviço de urgências de um hospital sem que haja necessidade para tal.

A prevenção
Para prevenir as infeções respiratórias, além da vacinação contra a gripe, deve essencialmente higienizar as mãos
e ter regras de etiqueta respiratória (tossir ou espirrar para um lenço descartável ou para o antebraço).

A vacinação
A vacinação contra a gripe é a principal medida de prevenção e tem como objetivo proteger as pessoas mais vulneráveis, evitando a doença e as suas complicações. O processo inicia-se em outubro e deve ser feito preferencialmente até ao fim do ano. No entanto, a vacina pode ser administrada durante todo o inverno.
A vacinação contra a gripe é fortemente recomendada a:
• pessoas com idade igual ou superior a 65 anos
• doentes crónicos e imunodeprimidos (a partir dos 6 meses de idade)
• grávidas
• profissionais de saúde e outros prestadores de cuidados (ex: lares de idosos)
• aconselha-se também a vacinação às pessoas com idade entre os 60 e os 64 anos
A vacina está disponível, gratuitamente, nos centros de saúde para alguns dos grupos de risco. As pessoas não abrangidas pela vacinação gratuita podem adquiri-la nas farmácias, sob prescrição médica, beneficiando de comparticipação de 37%. O Serviço Nacional de Saúde tem cerca de 1,4 milhões de doses de vacinas para administrar gratuitamente.

VACINAÇÃO GRATUITA
A vacinação é gratuita nos centros de saúde para as pessoas:

• com idade igual ou superior a 65 anos
• residentes ou internadas em instituições
• de grupos de maior risco, independentemente da idade,
sem necessidade de declaração médica
• diabetes mellitus
• que façam diálise
• com trissomia 21
• a aguardar transplante de células precursoras hematopoiéticas ou de órgãos sólidos