telenovelas

em parceria com a Activa

Perfil

Saúde

Dicas para conviver com a menopausa

Todas as mulheres passam por esta fase. Não é doença, mas pode ter consequências no bem-estar. Aprenda a dar a volta a esta situação.

iStock

A menopausa é um acontecimento inevitável para as mulheres. Trata-se de uma etapa natural, contudo, produz alterações tanto a nível físico como psicológico. Sintomas como calores ou afrontamentos, distúrbios do sono, alterações de humor, memória fraca, dificuldade de concentração e queda de cabelo são bastante recorrentes. Para além de tentar gerir o stresse e guardar um pouco de tempo para si, há pequenas atitudes que podem revelar-
-se fundamentais para amenizar esta situação, permitindo que mantenha a qualidade de vida. Tome nota!

Aumente a ingestão de vitamina D
Baixos níveis de vitamina D estão associados a um maior risco de fraturas após a menopausa. O nosso organismo produz este nutriente quando exposto ao sol, pelo menos, 40 minutos ao dia. No entanto, como sabemos que nem sempre isso é possível, pode sempre recorrer a um suplemento de boa qualidade.

Beba mais água
A desidratação pode afetar o sistema nervoso, provocando as chamadas ondas de calor. Ingerir água vai ajudar no processo de desintoxicação dos rins, fígado e sangue, ajudando a combater esta situação. Outra dica: se estiver com fome, beba água, frequentemente. O que entendemos por vontade de comer é apenas o nosso corpo a pedir que o hidratemos.

Controle o peso
Cerca de 90% das mulheres ganham peso na fase da menopausa devido às mudanças hormonais, associadas ao aumento do cortisol e diminuição do estrogénio, progesterona e testosterona. Aconselha-se a que faça exames regularmente e mantenha um peso saudável.

Faça exercício com frequência
Manter a atividade física é bom a todos os níveis e em qualquer idade, mas, após a menopausa, tem efeitos acrescidos, como ajudar a manter o peso e os níveis de insulina e estrogénio. A endorfina produzida também ajudar a manter o humor.

Coma para se sentir bem
Uma alimentação equilibrada em hidratos de carbono, proteínas, gorduras, vitaminas e minerais é essencial para gozar de uma boa saúde e, consequentemente, para manter o peso ideal. Adicione ao seu cardápio soja, lentilha e rebentos
de alfafa.

Recorra à reposição hormonal
As principais hormonas que sofrem alterações após a menopausa (testosterona, progesterona e estrogénio) são importantes para a proteção do cérebro, coração, ossos e manutenção do desejo sexual. Fazer a reposição hormonal com medicação ajuda a recuperar a qualidade de vida.

Comece a cuidar-se cedo
Ainda está longe de entrar na menopausa? Muito bem, mas é conveniente que implemente já algumas mudanças na sua vida. Mais tarde, irá agradecer esses cuidados. Coma o melhor possível, mexa-se, descanse e principalmente, sorria muito.

Os homens também sofrem deste mal?
Sim, mas os especialistas preferem chamar-lhe andropausa. A partir dos 45 anos, os homens sofrem uma descida hormonal, apesar de serem poucos os que consultam o médico. Os principais sintomas são a falta de concentração em tarefas intelectuais e diminuição da memória, a perda de visão noturna, a dificuldade em fazer esforços físicos e a falta de apetite sexual, entre outros. Para aliviá-los é necessário medir o nível de testosterona e, se estiver baixo, reajustá-lo.